Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos
 Resenhas
 Livros
 Entrevistas

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Vídeos de Filosofia
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charges
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Dicionário de Filosofia

Sabedoria
1 - Disciplina racional das atividades humanas; 2 - Comportamento racional em todos os domínios; 3 - Virtude de determinar o que é bom e o que é mau para o homem. 4 - Conduta racional nas atividades humanas e a possibilidade de dirigi-las da melhor maneira.
 

Saber
Erudição, sabedoria, experiência da vida, do mundo. Aquilo que se sabe. Só se diz propriamente neste sentido se os conhecimentos em questão forem suficientemente numerosos, sistematizados e elaborados por um trabalho contínuo do espírito. Filosoficamente é a certeza de estar convencido e poder se explicar em toda a sua plenitude uma verdade de ordem diversa daquelas que se atingem por meio da razão. Estado de espírito que conhece; relação do sujeito que pensa com um conteúdo objetivo do pensamento, formulado numa proposição, de que admite a verdade por razões intelectuais e comunicáveis. A Filosofia Clínica usa três campos filosóficos como maneira de Construção do Saber: lógica Formal adaptada à clínica, Esteticidade associada a Somaticidade e Matemática Simbólica. No sentido bem amplo do termo, podemos considerar o estudo metódico e reflexivo do saber, de sua organização, de sua formação, de seu desenvolvimento, de seu funcionamento e de seus produtos intelectuais. Estudo da natureza e dos fundamentos do saber, particularmente de sua validade, de seus limites, de suas condições de produção. Quanto maior a importância do saber, maior a necessidade de dotar o homem de sólidos fundamentos teóricos e critérios de verdade para entendimento daquilo que se deve fazer como habilidade para conseguir os seus fins e ter conhecimentos especiais para compreender os sistemas que necessitamos para a estruturação do pensamento no mundo vivido. Processo de busca, do vivido, em sua forma verdadeira com o propósito de compreender a realidade das coisas assim como existem, não só os conhecimentos, também as artes, a formação do caráter de forma natural e genuinamente humana. Ethos (hábitos) que o faz ser digno e bom tanto como governado quanto como governante. Seu objetivo não é ensinar ofícios, mas sim treinar a liberdade do pensar como o legado deixado de uma geração para outra na sociedade.
 

Sacerdotalismo
Termo usado principalmente por escritores anglo-saxões para designar a tendência a atribuir, em religião, a máxima importância ao aspecto eclesiástico e sacramental, em detrimento do aspecto interior e espiritual.
 

Sacrifício
Destruição de um bem ou renúncia ao mesmo, em honra à divindade. O Sacrifício é uma das técnicas religiosas mais difundidas. Seu objetivo é a purificação de alguma culpa ou pecado: neste caso, é desinteressado, ou seja, não tem objetivo utilitário imediato. Seu objetivo também pode ser a consagração, que é uma finalidade mais ou menos utilitária, pois consiste em persuadir a divindade a dar garantias à coisa ou à pessoa que se consagra.
 

Sagacidade
Aristóteles identificou a Sagacidade com o ato de apreender, e Immanuel Kant definiu-a como o dom natural que consiste em julgar por antecipação onde pode ser encontrada a verdade e de aproveitar as menores circunstâncias para descobri-la.
 

Sagrado
Objeto religioso em geral, ou seja, tudo o que é objeto de garantia sobrenatural ou que diz respeito a ela. Como essa garantia às vezes pode ser negativa ou proibitiva, o Sagrado tem caráter duplo, de santo e sacrílego: Sagrado porque prescrito e exaltado pela garantia divina, ou porque proibido ou condenado pela mesma garantia. Para Martin Heidegger o Sagrado não é Sagrado porque divino, mas o divino é divino porque Sagrado.
 

Samkhya
Um dos grandes sistemas filosóficos hindus, segundo o qual existem duas substâncias opostas, mas ambas eternas e infinitas: as almas, que são múltiplas,simples e inativas, e a natureza, que é única, complexa e dinâmica. Esse sistema não admite a existência de uma divindade reguladora do mundo. Tudo nasce da natureza e volta a ela por um movimento circular que se repete indefinidamente.
 

Sarcasmo
Ironia unida á zombaria. O conceito é de origem estoica.
 

Semântica
Doutrina que considera as relações dos signos com os objetos a que eles se referem.
 

Semelhante
Aquilo que tem qualquer determinação em comum com uma ou mais coisas.
 

 
 

Entrevistas

Novidades

 


Receber
Parar de receber

Livros

Gostou do site?

Seu nome:

Nome do seu amigo:

E-mail do seu amigo:

Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2017 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.