Você está em Ajuda > Dicionário

Dicionário de Filosofia

Semiose
Processo em que algo funciona como signo. Para a Filosofia Clínica Semiose são os registros que a pessoa utiliza como forma de expressão.
 

Sensacionismo
Pensamento que reduz o conhecimento a sensação e realidade a objeto da sensação.
 

Sensível
1 - Aquilo que pode ser percebido pelos sentidos. 2 - Aquilo que tem a capacidade de sentir. 3 - Quem tem capacidade de compartilhar as emoções alheias ou de por elas sentir empatia.
 

Sensibilidade
1 - Totalidade das operações sensíveis do homem. 2 - Capacidade de receber sensações e de reagir aos estímulos. 3 - Capacidade de julgamento ou avaliação em determinado campo. 4 - Capacidade de compartilhar as emoções alheias ou de por elas ter empatia.
 

Senso
Para René Descartes Senso é a faculdade de bem julgar e de distinguir o verdadeiro do falso.
 

Sentimentos
São estados afetivos, ou tendência afetiva geral, por oposição ao conhecimento. Variantes das emoções, das paixões, dos prazeres. Mais especificamente, prazeres, dores, emoções que tem causas morais, e não causas orgânicas imediatas. Estados de alma, ditos também estados psíquicos, decorrentes do sentir. Spinoza fala dos sentimentos passivos como a passagem das paixões às ações, aos atos. Conjunto de emoções e de inclinações altruístas e simpáticas, por oposição ao egoísmo, mas também a idéia de conhecimento intuitivo e imediato, por oposição ao raciocínio. Segundo o existencialismo, o único meio que possuímos para entrar em contato com a existência concreta e vivida, consiste no sentimento ou emoção. Assim é que dos conhecimentos sensíveis se fazem seguir prontamente estados de emotivos, e que podem ser os mais diversos, de satisfação uns, insatisfação outros. Importa não confundir, pois, a sensação com os sentimentos e as emoções decorrentes. Primeiro acontece o conhecimento, com objeto. Depois decorrem os estados conseqüentes, sem novo objeto. Podemos notar, através da critica de Lalande, em seu vocabulário técnico e critico, que o sentido da palavra sentimento se divide em dois grupos. Num grupo está a idéia essencial de estado afetivo e, no outro grupo a idéia de conhecimento imediato; a acepção de opinião, parecer, crença apesar de estar diretamente ligada a um sentido clássico sentire, sententia, tomou, segundo ele, por uma espécie de contágio, alguma coisa dessa conotação.
 

Sequência
Conjunto de termos entre os quais há uma relação de antes e depois.
 

Seriedade
Para Søren Kierkegaard a Seriedade é uma espécie de categoria moral, definindo-a como a originalidade conquistada pelo sentimento, conservada na responsabilidade da liberdade e afirmada no gozo da bem-aventurança. A Seriedade consiste na repetição e é condição para que a repetição não diminua o valor dos atos repetidos.
 

Significado
Possibilidade de um signo referir-se a seu objeto. Para os estoicos, o Significado se divide em três elementos que se inter-relacionam: o Significado, aquilo que significa e aquilo que é. Para a Filosofia Clínica Significado diz respeito à maneira e a interpretação que a pessoa empresta aos conceitos e aos termos que habitam sua malha intelectiva. Nesse sentido, uma interpretação é um parecer, não necessariamente uma sentença.
 

Signo
Qualquer objeto ou acontecimento, usado como menção de outro objeto ou acontecimento.
 

   

 
 
Como referenciar: "Dicionário - S" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 22/10/2019 às 15:47. Disponível na Internet em http://filosofia.com.br/vi_dic.php?pg=1&palvr=S