Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos
 Resenhas
 Livros
 Entrevistas

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Vídeos de Filosofia
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charges
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Provas de Concursos e do Vestibular

 
(27/Mai) SEDUC - PI - 2018 - NUCEPE
 
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21. Sobre a Metaética, como uma das áreas da Ética Filosófica, podemos afirmar que:
I. É a parte da Ética que trata dos conteúdos morais substantivos para o agir moral, ou seja, aquela que indica o que devemos fazer, estabelecendo normas de ação para os agentes morais.
II. É a parte da Ética que se ocupa essencialmente de problemas metafísicos, epistemológicos e semânticos, presentes na linguagem moral e seus diferentes usos.
III. É a parte da Ética que se situa para além de toda e qualquer moralidade, colocando-se fora de toda e qualquer discussão sobre a moralidade, daí o uso do prefixo "meta".
Marque a alternativa CORRETA:
a) Somente a afirmação I está correta.
b) Somente a afirmação II está correta.
c) Somente as afirmações I e III estão corretas.
d) Somente a afirmação III está correta.
e) Todas as afirmações estão corretas.

22. No âmbito da teorização da Metaética, podemos elencar como algumas das principais posições teóricas desse campo:
I - Realismo naturalista
II - Realismo não-naturalista
III - Teoria do erro
IV - Não-cognitivismo
Marque a alternativa CORRETA:
a) Somente I e II são posições metaéticas.
b) Somente a IV não é uma posição metaética.
c) Somente a III não é uma posição metaética.
d) Todas as posições elencadas são metaéticas.
e) Nenhuma das posições elencadas são metaéticas.

23. O que a etimologia do termo FILOSOFIA expressa a respeito da atividade filosófica? Marque a alternativa que é uma interpretação ERRADA dessa etimologia:
a) "Filo" significa "amante" e "Sofia" significa "sabedoria", ou seja, "Filosofia" significa etimologicamente "amante da sabedoria". Isso quer dizer que a atividade filosófica não é portadora de um saber técnico pronto, mas de um conhecimento que precisa ser cultivado permanentemente, buscado como um saber mais fundamental sobre a vida humana e o mundo.
b) "Filo" significa "amigo" e "Sofia" significa "sabedoria", ou seja, "Filosofia" significa etimologicamente "amigo da sabedoria". Isso quer dizer que a atividade filosófica não é portadora de qualquer saber definitivo, mas é um tipo de cultivo reflexivo da ignorância, uma espécie de consciência das limitações de todo saber disponível e, por conseguinte, também uma forma de sabedoria crítica sobre o conhecimento existente.
c) "Filo" significa "amigo" e "Sofia" significa "sabedoria", ou seja, "Filosofia" significa etimologicamente "amigo da sabedoria". Isso quer dizer que, na verdade, a atividade filosófica é o reconhecimento de que existe apenas o conhecimento científico, do qual ela própria não participa. Noutros termos, é a consciência de que aquilo que vale mesmo como conhecimento é a ciência, por isso mesmo o filósofo é o amigo da ciência, não sendo portador de qualquer conhecimento válido.
d) "Filo" significa "amigo" e "Sofia" significa "sabedoria", ou seja, "Filosofia" significa etimologicamente "amigo da sabedoria". Isso quer dizer que, diferentemente da Ciência positiva, o saber oferecido pela Filosofia é sempre autocrítico, consciente de suas limitações e busca oferecer algum tipo de orientação para o viver humano, sem reduzir-se a alguma fórmula matemática, tendo sempre presente a complexidade e diversidade do mundo e dos sentidos da existência.
e) "Filo" significa "amigo" e "Sofia" significa "sabedoria", ou seja, Filosofia significa etimologicamente "amigo da sabedoria". Isso significa que a Filosofia busca se apresentar como um tipo de reflexão mais profunda sobre o sentido da vida, articulando formas de sabedoria sobre o bem viver em comum, no espaço público da comunidade e não apenas a resolução de problemas técnicos localizados.

24. Sobre a evolução histórica do pensamento filosófico ocidental, marque a alternativa ERRADA:
a) O pensamento grego clássico é caracterizado por uma concepção de razão voltada para o desvelamento do mundo, daí porque ter havido uma certa ênfase sobre o desenvolvimento da Ontologia.
b) O pensamento moderno é caracterizado por uma concepção de razão voltada primariamente para perguntar pelos seus próprios limites, daí porque ter havido uma forte ênfase no desenvolvimento da Epistemologia.
c) O pensamento contemporâneo é marcado pela consciência histórica da própria racionalidade e do conhecimento que podemos ter do mundo, daí porque se tem uma certa ênfase no desenvolvimento de Filosofias da História.
d) O pensamento contemporâneo, especialmente aquele de meados do Século XX, é fortemente marcado pelo chamado "giro linguístico", daí porque se tem o predomínio no desenvolvimento de Filosofias da Linguagem.
e) O pensamento contemporâneo, fortemente marcado pelo chamado "giro linguístico", representou a destruição completa de toda tematização filosófica da Ontologia e da Epistemologia, ao reduzir tudo à análise linguística.

25. Sobre a Epistemologia ou Teoria do Conhecimento, marque a alternativa ERRADA no tocante à explicitação de sua área de competência:
a) Epistemologia ou Teoria do Conhecimento é a reflexão filosófica sobre a natureza, os limites e as possibilidades de conhecimento que podemos ter do mundo e de nós mesmos.
b) A Epistemologia ou Teoria do Conhecimento tem como algumas de suas correntes sobre a natureza do conhecimento: Idealismo, Racionalismo e Empirismo.
c) A Epistemologia não se reduz à Filosofia da Ciência, são áreas diferentes da filosofia, com objetos de pesquisa específicos, mas entrelaçadas teoricamente.
d) A Epistemologia ou Teoria do Conhecimento tem por função estabelecer quais são os métodos científicos apropriados para as diferentes áreas da ciência, ou seja, ela tem caráter normativo sobre a ciência.
e) A Epistemologia ou Teoria do Conhecimento assumiu um lugar fundamental na história da filosofia ocidental a partir da modernidade, quando se tematizou os limites e possibilidades do conhecimento humano.

26. Sobre a Filosofia Política, podemos fazer as seguintes afirmações em relação ao seu campo de investigação e evolução histórica:
I. A Filosofia Política é uma descrição dos fatos relativos à práxis política, reunidos em grandes conjuntos de dados que nos permitem previsões sobre os eventos políticos futuros, sem se preocupar com qualquer conceito de bem humano;
II. A Filosofia Política tem uma certa pretensão normativa, na medida em que não é apenas uma descrição dos fatos políticos, mas um esforço de explicar e também orientar a práxis política na direção de algum fim que se coloca como válido;
III. A Filosofia Política grega clássica tem uma estrutura claramente teleológica, na medida em que tematiza a vida em comum dos homens, a vida em comunidade, pensando a política nos termos da realização de um bem último;
IV. A Filosofia Política na modernidade assume um caráter diferenciado em relação aquela do pensamento grego clássico na medida em que abandona mais fortemente a estrutura teleológica de um bem último humano metafisicamente formulado.
Marque a alternativa CORRETA:
a) Somente a afirmação I está errada.
b) Somente as afirmações I e II estão corretas.
c) Somente as afirmações II e III estão erradas.
d) Somente as afirmações III e IV estão corretas.
e) Todas as afirmações estão corretas.

27. Sobre um dos problemas centrais da Ontologia, marque a alternativa ERRADA:
a) O que é o ente enquanto ente?
b) O que é o ser do ente?
c) Por que o ente e não o nada?
d) Que significa ser?
e) Que é o conhecimento?

28. Sobre algumas obras que são importantes para a discussão ontológica na filosofia ocidental, podemos elencar as seguintes:
I - Crítica da Razão Pura, de Immanuel Kant.
II - Metafísica, de Aristóteles.
III - Ser e Tempo, de Martin Heidegger.
IV - O Ser e o Nada, de Jean-Paul Sartre.
V - O Justo, de Paul Ricoeur.
Marque a alternativa CORRETA:
a) Somente o item I está errado.
b) Somente os itens II e IV estão errados.
c) Somente o item V está errado.
d) Todos os itens estão errados.
e) Todos os itens estão corretos.

29. Sobre o campo de investigação da Estética e da Filosofia da Arte, podemos afirmar que são problemas centrais dessas áreas:
I. O que é o belo (ou a beleza)?
II. O que distingue o estético do não-estético?
III. Afinal, o que é arte?
IV. Qual o lugar dos sentimentos no contexto da experiência estética e artística?
V. Em que consiste o valor da arte? Como avaliar obras de arte?
Marque a alternativa CORRETA:
a) Somente os itens I, II e III estão corretos.
b) Somente os itens IV e V estão errados.
c) Somente o item IV está correto.
d) Todos os itens elencados estão errados.
e) Todos os itens elencados estão corretos.

30. Sobre o problema mente/corpo diversas posições filosóficas se constituíram no âmbito da filosofia da mente. Marque a alternativa que NÃO corresponde a nenhuma dessas posições:
a) Racionalismo.
b) Dualismo.
c) Fisicalismo.
d) Epifenomenalismo.
e) Funcionalismo.

31. A definição mais tradicional de conhecimento, formulada desde a Antiguidade, possui diversos elementos constitutivos e contextualizadores. Sobre ela, podemos afirmar que:
I. Conhecimento é definido como uma crença, que é verdadeira e justificada.
II. Essa definição foi formulada inicialmente na obra Teeteto de Platão.
III. Essa definição é conhecida como definição tripartite do conhecimento.
IV. Essa definição veio a ser questionada de forma consistente pela primeira vez por Descartes, em seu Discurso do Método.
V. Edmund Gettier, filósofo contemporâneo, retoma a formulação tradicional, defendendo-a fortemente contra Descartes em seu seminal artigo sobre o problema da definição do conhecimento.
Marque a alternativa CORRETA, ou seja, aquela que corresponde ao contexto da problemática dessa definição tradicional:
a) Somente é verdadeira a afirmação I.
b) São verdadeiras apenas as afirmações I, II e III.
c) São falsas apenas as afirmações II e III.
d) São verdadeiras as afirmações IV e V.
e) Todas as afirmações são falsas.

32. Marque a alternativa CORRETA no tocante ao conteúdo filosófico do conceito de Alienação proposto na filosofia política de Karl Marx:
a) Alienação, segundo Marx, significa que o indivíduo perdeu as referências subjetivas que definiam suas preferências pessoais, passando a viver a vida alheia no mundo da fofoca, uma vida que não lhe pertence.
b) Alienação, segundo Marx, é a condição do indivíduo que perdeu capacidade mental de ajuizamento, ou seja, é a condição de um portador de doença mental que sequer sabe de si mesmo.
c) Alienação, segundo Marx, é a condição do trabalhador que perdeu o controle do processo produtivo do qual participa, pela divisão do trabalho, se situando em seu interior mais como uma peça na engrenagem produtiva do que como o seu autor, não mais se apropriando do resultado completo do seu trabalho.
d) Alienação, segundo Marx, é a condição de viver segundo os termos de uma sociedade totalitária, na qual os indivíduos não têm controle decisório sobre suas vidas.
e) Alienação, segundo Marx, é condição do indivíduo que se mantém no controle de sua vida, vivendo as escolhas pessoais com responsabilidade, mas manipulando os outros indivíduos para satisfazer seus interesses.

33. A teoria moral de Immanuel Kant é central no pensamento ocidental e fundamentou parte importante de perspectivas éticas ainda hoje afirmada nas sociedades humanas. Kant sintetizou sua perspectiva ética com a formulação de imperativos categóricos, tais como:
I. "Aja de tal maneira que a máxima de tua ação possa valer como lei universal para todo e qualquer ser racional".
II. "Aja de tal maneira que a máxima de tua ação possa valer como se fosse uma lei da natureza".
III. "Aja de tal maneira que a máxima de tua ação nunca permita tratar a outros humanos como um mero meio ou instrumento".
IV. "Aja de tal maneira que a máxima de tua ação possa garantir que exista uma humanidade autêntica no futuro".
Marque a alternativa CORRETA no tocante a quais imperativos foram efetivamente formulados por Kant:
a) Somente a formulação I é um imperativo categórico kantiano.
b) Somente as formulações I, II e III são imperativos categóricos kantianos.
c) Somente a formulação IV é um imperativo categórico kantiano.
d) Nenhuma das formulações acima são imperativo categórico kantiano.
e) Todas as formulações acima são imperativos categóricos kantianos.

35. Sobre o problema da verdade, podemos elencar como sendo as principais teorias filosóficas:
I. Teoria da verdade como correspondência.
II. Teoria da verdade como coerência.
III. Teoria pragmática da verdade.
IV. Teoria construtivista social.
Marque a alternativa CORRETA, no tocante a saber se são efetivamente teorias da verdade que se apresentaram na evolução histórica da filosofia:
a) Todas as teorias elencadas estão corretas.
b) Todas as teorias elencadas estão erradas.
c) Somente as teorias I, II e III estão corretas.
d) Somente as teorias I e II estão erradas.
e) Somente as teorias III e IV estão corretas.

36. O problema ambiental assumiu um caráter globalizante e central na vida das sociedades humanas hoje. Daí porque diversas perspectivas teóricas têm tematizado fortemente a relação entre ética, ecologia e vida animal. Marque a alternativa ERRADA no tocante a teorias que têm desenvolvido a temática de uma perspectiva ética substantiva em relação ao problema ambiental e aos animais:
a) A ecologia profunda, de Arno Naess.
b) A ética verde das virtudes, de Rebecca Walker.
c) A ética da responsabilidade, de Hans Jonas.
d) A ética da liberação animal, de Peter Singer.
e) A teoria da justiça, de John Rawls.

37. Sobre o campo da investigação da Filosofia da Ciência, marque a alternativa ERRADA no tocante a conceitos e problemas centrais dessa disciplina filosófica:
a) Indução e Dedução.
b) O problema da Causalidade.
c) Explicação e Confirmação.
d) O problema da demarcação entre ciência e não-ciência.
e) O problema do Dever.

38. Parte das reflexões filosóficas contemporâneas sobre o impacto da Técnica/Tecnologia na vida humana tem focado sobre o tema de a tecnologia ter ajudado ou determinado a produção de formas de um niilismo disseminado nas sociedades intensa e tecnologicamente mediadas de hoje. Marque a alternativa ERRADA no tocante a obras e autores que realizaram esse tipo de reflexão:
a) A questão da Técnica, M. Heidegger.
b) Novum Organum, F. Bacon
c) O princípio responsabilidade, H. Jonas.
d) A rebelião das massas, Ortega y Gasset.
e) O homem unidimensional, H. Marcuse.

39. Sobre a existência de Deus, há uma intensa discussão filosófica em torno da tese de que o conceito de Deus corresponde a uma realidade independente do discurso. Os principais argumentos na história da filosofia são os seguintes:
I - O argumento ontológico, em favor da tese da existência de Deus.
II - O argumento cosmológico, também em favor da tese da existência de Deus;
III - O argumento teleológico, também em favor da tese da existência de Deus.
IV - O problema do mal, é a principal perspectiva contrária à tese da existência de Deus.
Marque a alternativa CORRETA no tocante a serem considerados efetivamente argumentos em torno do problema da existência de Deus:
a) Somente os itens I, II e III são considerados argumentos em torno do problema da existência de Deus.
b) Somente os itens I e II podem ser considerados argumentos em torno do problema da existência de Deus.
c) Somente os itens II e III podem ser considerados argumentos em torno do problema da existência de Deus.
d) Todos os itens são considerados argumentos em torno do problema da existência de Deus.
e) Nenhum dos itens acima podem ser considerados argumentos em torno do problema da existência de Deus.

40. Sobre a Filosofia da linguagem comum, formulada no contexto da Universidade de Oxford em meados do Século XX, podemos afirmar:
I - É uma perspectiva filosófica que se preocupava em formalizar e disciplinar logicamente a linguagem, seguindo os passos de Frege e Russell.
II - É uma perspectiva filosófica que se preocupava em analisar as expressões tal como estas são usadas na linguagem natural falada, por vezes visando dissolver problemas filosóficos tradicionais.
III - Entre seus principais representantes estão John L. Austin e Peter F. Strawson.
IV - Austin introduziu noções, conceitos e distinções que foram fundamentais para o desenvolvimento da chamada pragmática no campo da filosofia da linguagem.
V - Strawson dedicou-se também ao que chamava de "metafísica descritiva", buscando capturar, por meio da análise da linguagem, conceitos do senso comum como corpo, pessoa, tempo e espaço.
Marque a alternativa CORRETA:
a) Todas as afirmações elencadas estão corretas.
b) Todas as afirmações elencadas estão erradas.
c) Somente a afirmação I está errada.
d) Somente as afirmações III, IV e V estão corretas.
e) Somente as afirmações I, II e III estão corretas.

GABARITO:
21 B
22 D
23 C
24 E
25 D
26 A
27 E
28 C
29 E
30 A
31 B
32 C
33 B
34 NULA
35 A
36 E
37 E
38 B
39 D
40 C
     

 
 
Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2018 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.