Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos
 Resenhas
 Livros
 Entrevistas
 Jornais Brasileiros

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Vídeos de Filosofia
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Loja virtual
 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charge da Semana
 Filosofia em Quadrinhos
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Provas de Concursos e do Vestibular

 
(03/Abr) Prova e Gabarito - Professor de Filosofia - Secretaria de Educação do Estado - PE - Universidade de Pernambuco - 2008/2
 
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

21. A importância do ensino de Filosofia, no Ensino Médio, está, dentre outros vários fatores, na possibilidade de propiciar ao aluno a condição de aprender a pensar. Dito isto, é CORRETO afirmar que
A) o ensino de Filosofia, no atual contexto pós-moderno, se apresenta como superado e descartável.
B) a Filosofia, como uma disciplina acadêmica, firma-se como um objeto de indagação e investigação para os estudantes secundaristas.
C) a Filosofia, como uma forma encontrada pelo homem para compreender a realidade que o cerca, não se enquadra na proposta pedagógica do Ensino Médio.
D) os estudos referentes à Filosofia podem ser abarcados por outras disciplinas, como a História, o que tornaria o ensino de Filosofia, no nível médio, algo supérfluo.
E) o estudo descritivo e crítico dos processos gerais do conhecimento não deve ser uma preocupação na formação dos alunos secundaristas.

22. O ensino de Filosofia deve propiciar aos alunos a possibilidade da reflexão. Sobre o conceito de reflexão, é CORRETO afirmar que se trata da(do)
A) operação discursiva do pensamento que consiste em encadear logicamente juízos e deles tirar uma conclusão.
B) operação lógica em que, de dados singulares suficientemente enumerados, inferimos uma verdade universal.
C) ato do conhecimento que se volta sobre si mesmo, tomando como objetivo seu próprio ato.
D) ato de influenciar as pessoas por meio da comunicação de massa.
E) relação estabelecida entre as pessoas, entre os sujeitos.

23. Moral e Ética, muitas vezes, na linguagem cotidiana, são tidas como sinônimos; porém, para a Filosofia, compõem áreas distintas do pensamento filosófico. Partindo desta constatação, estaria CORRETA a afirmação que se completa na alternativa
A) A Ética se aplica à disciplina filosófica que trata de estabelecer os fundamentos e a validade das normas morais e dos juízos de valor ou de apreciação sobre as ações humanas, qualificando-as de boas ou más.
B) A Ética não chamou a atenção de filósofos gregos como Aristóteles.
C) A questão da moral não se enquadra nos estudos sobre Ética.
D) No século XVII, Spinosa negou a importância dos estudos sobre Ética.
E) Os estudos sobre Ética só tomaram fôlego no século XX com a obra de filósofos, como Michel Foucault e Jean Paul Sartre.

24. Quando os filósofos se referem à Teoria do Conhecimento, eles estão se remetendo a uma área da Filosofia que tem por meta
A) se opor à chamada Epistemologia.
B) a crítica da Gnoseologia, negando sua importância nos estudos sobre o conhecimento humano.
C) a reestruturação do conceito de racionalidade, substituindo-o pelo de subjetividade.
D) ao estudo exclusivo das atitudes subjetivas, negando a importância das atitudes lógico-racionais.
E) o estudo descritivo e crítico dos processos gerais do conhecimento.

25. Considerando-se o conhecimento metafísico, no que concerne ao conhecimento humano, é CORRETO afirmar que este
A) ocorre, porque a razão humana é capaz de apreender, muito naturalmente, a essência das coisas.
B) foge da esfera de atuação da iluminação divina.
C) partindo da abstração, nega as experiências sensíveis.
D) não está ligado às noções de verdade e de ação boa.
E) não se consubstancia a partir de modelos prototípicos, como pensava Platão.

26. A cosmologia é a parte da filosofia, que estuda o mundo, a natureza, dialogando com a parte da metafísica, que se ocupa da essência da matéria. Acerca deste conhecimento, podemos associá-lo
A) à chamada Epistemologia pós-moderna.
B) à atuação filosófica dos pré-socráticos.
C) ao mito da caverna de Platão.
D) aos estudos de Foucault sobre a sexualidade ocidental.
E) ao estudo desenvolvido por Spinoza sobre a metafísica.

27. A Lógica investiga a validade dos argumentos e dá as regras do pensamento correto. Acerca desta área da Filosofia, é CORRETO afirmar que
A) se trata do estudo normativo das condições da verdade, ou seja, da conseqüência e da verdade da argumentação.
B) só teve reflexo na obra dos pensadores pré-socráticos.
C) se limita ao estudo da chamada lógica formal.
D) encontra em Karl Marx um dos seus mais notórios teóricos.
E) é o principal objeto das indagações filosóficas de Simone de Beauvoir.

28. Sobre Pitágoras de Samos (século VI a. C.), filósofo, matemático e místico, que atuou em Atenas e lá fundou uma escola filosófica dedicada à investigação dos mistérios do universo. Sobre o pensamento de Pitágoras, é CORRETO afirmar que
A) renovou idéias herdadas de Aristóteles.
B) acreditava que o conhecimento deveria modificar as pessoas, e estas deveriam merecer o conhecimento.
C) pregava uma relação de total liberdade entre o mestre e seus discípulos.
D) encontrou eco na obra de filósofos posteriores, como Marco Aurélio.
E) limitou-se ao estudo dos fenômenos da natureza.

29. O conceito de Dialética tomou parte nas preocupações filosóficas de pensadores, como Hegel, Engels e Marx.
Sobre o conceito de dialética em Hegel, é CORRETO afirmar que se trata da
A) ciência das leis gerais do movimento, tanto do mundo externo como do pensamento humano.
B) marcha do pensamento que procede por contradição, passando por três fases - tese, antítese e síntese -, reproduzindo o próprio movimento do Ser absoluto ou Idéia.
C) sistematização do chamado materialismo histórico.
D) organização política e econômica que torna comuns os bens de produção.
E) situação do filósofo cujo pensamento supõe comprometimento com a situação social e política vivida.

30. Sócrates teve um papel importantíssimo na configuração da Filosofia em Atenas, no século V a. C. Sobre este fato, é CORRRETO afirmar que a preocupação maior da filosofia socrática era a de
A) interpretar o mundo como sendo espiritual e organizado, segundo uma moral fundamentada em verdadeiros conceitos imutáveis.
B) compreender as causas primeiras e os fins últimos de todas as coisas.
C) que o autoconhecimento poderia ser obtido por meio da ironia e da maiêutica.
D) fazer um estudo crítico da História, comparando a história grega com a dos povos orientais, a fim de mostrar que o mundo era mais amplo do que se imaginava.
E) mostrar que todo o conhecimento era obtido por intermédio dos sentidos humanos e que, por esses serem falhos, era relativo e limitado.

31. Platão é apontado como o grande discípulo de Sócrates, do qual fez uma defesa pública no processo movido contra ele pela aristocracia ateniense. A obra de Platão que nos apresenta a essa situação é
A) Diálogos.
B) O Banquete.
C) Ética.
D) Apologia de Sócrates.
E) A Política.

32. Uma das obras de Aristóteles essenciais aos estudos da sociedade é A Política; escrita no século III a. C. , que influenciou bastante o pensamento de gerações seguintes. Sobre A Política de Aristóteles, é INCORRETO afirmar que
A) os sistemas de governos são estudados.
B) a sociedade doméstica ou familiar é analisada.
C) não se importa em tematizar os modos de se gerir a coisa pública.
D) a formação do cidadão e a educação dos jovens aparecem como uma das temáticas.
E) a situação das mulheres e dos escravos na sociedade é nela abordada.

33. A Estética, uma das áreas da Filosofia, pode ser identificada como
A) uma das preocupações filosóficas de Aristóteles.
B) a principal preocupação da filosofia medieval.
C) a manifestação maior do espírito crítico, segundo os humanistas.
D) o tema excluído dos estudos de Adorno e Walter Benjamin.
E) a área na qual se inaugurou o discurso da pós-modernidade.

34. Dentre os nomes que se destacaram na Filosofia na Roma Antiga, podemos destacar
A) Marco Aurélio e suas Meditações.
B) Júlio César e sua Guerra da Gália.
C) Tito Lívio e sua História de Roma.
D) Heródoto e sua História.
E) Petrônio e seu Satiricon.

35. Acerca da filosofia patrística, é CORRETO afirmar que
A) dialogava constantemente com os pressupostos filosóficos de Aristóteles.
B) negou a influência do pensamento de Platão.
C) surge no contexto histórico de transição da Idade Antiga para a Idade Média.
D) renegou temas, como a natureza de Deus e da alma e a vida moral.
E) encontrou em Santo Agostinho o seu maior contestador e crítico.

36. Sobre a Escolástica, surgida na Idade Média e tida como uma das manifestações da filosofia medieval, é CORRETO afirmar que
A) é o único movimento filosófico originado da sociedade normanda.
B) consiste no conteúdo formado pela síntese das doutrinas platônico-aristotélicas com as doutrinas cristãs.
C) não tinha ligações com a prática pedagógica.
D) sofreu duras críticas por parte do pensamento de São Tomás de Aquino.
E) resistiu a um caráter formalista, repetitivo, verbalista e dogmático.

37. Sobre a obra de Erasmo de Rotterdam (1466-1536), grande humanista holandês dos primórdios do século XVI, è CORRETO afirmar que
A) não manteve diálogos nem reflexos na reforma luterana.
B) adotou uma postura de neutralidade em relação às críticas feitas, na época, às posturas da Igreja Católica.
C) evitou envolvimento em polêmicas religiosas comuns à época.
D) adotou um conceito de Loucura retomado posteriormente, por Michel Foucault, no século XX.
E) sua obra mais conhecida, Elogio da Loucura (1509), foi escrita na Inglaterra, na casa de Thomas More.

38. "O silêncio desses espaços infinitos me apavora..." (Pascal).
Esta frase do grande filósofo do século XVII revela muito dos impulsos da chamada revolução científica deste período. Sobre este período da História da Filosofia Ocidental, podemos constatar a afirmação de que
A) ele não teve nenhuma ligação com o chamado Renascimento.
B) tinha em Copérnico um dos seus críticos mais argutos, dado a suas ligações com a Inquisição Católica.
C) nomes, como Galileu Galilei, tiveram um destaque inconteste no movimento.
D) as idéias de Newton não tiveram tanto impacto na comunidade científica da época.
E) na Matemática, as contribuições de Fermat ofuscaram as de nomes, como Leibniz, Pascal, Newton e Descartes.

39. A obra de René Descartes (1596-1650) foi uma das bases da filosofia moderna, constituindo-se como referência indiscutível na formação do pensamento pós-medieval. Sobre a obra cartesiana, é CORRETO afirmar que
A) rompeu com o aparato conceitual da escolástica medieval para edificar um sistema de pensamento próprio.
B) sua produção se resume à publicação do Discurso do Método.
C) nega veementemente a existência de Deus em franco ataque à Filosofia Medieval.
D) não se ocupou da Matemática no seu processo de construção do conhecimento.
E) sua influência no devir da História da Filosofia pode ser caracterizado como limitada ao trabalho dos autores pósestruturalistas.

40. Sobre o chamado Racionalismo Empiricista de tendência anglo-saxônica, que marcou a filosofia produzida na Europa do século XVII, podemos considerar a
A) negação das idéias herdadas do pensamento aristotélico.
B) recusa na crença da atuação das impressões sensoriais na produção do conhecimento.
C) reestruturação do pensamento escolástico medieval.
D) continuidade de algumas idéias de Platão.
E) produção de nomes, como Bacon, Locke, Berkeley e Hume.

41. Considere as proposições abaixo sobre as idéias políticas e sociais defendidas pelos escritores iluministas do século XVIII.
I. A razão é o único guia infalível da sabedoria e o único critério para o julgamento do bem e do mal.
II. A prosperidade de um país está condicionada à acumulação de metais preciosos, como ouro e prata.
III. O poder político vem de Deus, que é a fonte única de toda autoridade.
IV. O homem é naturalmente bom, e a educação aperfeiçoa as suas qualidades inatas.
V. O poder político emana do povo, que deve ter o direito de escolher os seus governantes.
Estão CORRETAS
A) I, II e IV.
B) I, III e V.
C) II, III e IV.
D) II, III e V.
E) I, IV e V.

42. Sobre os pensadores iluministas, podemos afirmar que alguns se enveredaram, também, pelo campo da literatura ficcional; destes, o nome de Voltaire se destaca com vulto. Dentre suas obras ficcionais, a mais conhecida é
A) Cândido, ou o Otimismo.
B) O Elogio da Loucura.
C) O Ser e o Nada.
D) A Sagrada Família.
E) A Gaia Ciência.

43. A teoria do Estado Contratualista foi uma das grandes contribuições do pensamento ilustrado para a contemporaneidade, definindo aspectos da democracia ocidental. Esta teoria tem fundamento na obra de
A) Voltaire.
B) Adam Smith.
C) Jean-Jacques Rousseau.
D) Montesquieu.
E) Diderot.

44. Sobre o pensamento de Kant, fruto do século XVIII, é CORRETO afirmar que
A) renovou idéias herdadas do Tomismo.
B) sintetizou as várias orientações e movimentos do Iluminismo.
C) renegou aspectos tanto do Idealismo como do Empiricismo.
D) não encontrou eco na obra de filósofos posteriores como Hegel.
E) fez uma crítica da razão em moldes pós-estruturalistas.

45. O Liberalismo teve, na figura de Adam Smith, no século XVIII, um dos seus principais teóricos. No século XIX, outros autores se dedicaram à reflexão acerca da política liberal. Sobre esta temática, é CORRETO afirmar que
A) os pensadores liberais do século XIX romperam com as contribuições recebidas de Adam Smith.
B) a obra de Alexis de Tocqueville apresentou-se como uma superação da idéia do liberalismo político.
C) na Inglaterra e nos Estados Unidos, as instituições políticas e sociais dificultaram a consolidação do pensamento liberal.
D) John Stuart Mill não participou do movimento, traçando um percurso filosófico totalmente distinto do pensamento liberal.
E) Thomas Paine foi um dos seus principais representantes nos Estados Unidos.

46. As teorias socialistas marcaram a produção filosófica do século XIX. Extremamente heterogênea, esta produção apresentou propostas distintas, partidas das obras e autores diferenciados; dentre estes autores, podemos citar Ludwig Feuerbach (1804-1872). Sobre a obra de Feuerbach, é CORRETO afirmar que
A) reflete exclusivamente sobre a condição de submissão do operariado europeu.
B) utilizou o conceito de alienação de Hegel para aplicá-lo na defesa da tese do ateísmo.
C) não sofreu críticas por parte de Marx e Engels.
D) dialogou com o pensamento conservador católico.
E) fez uma crítica da razão em moldes pós-modernos.

47. As idéias socialistas ganharam força após a publicação dos estudos de Karl Marx e Friedrich Engels. Dentre os grandes autores que produziram sobre a éfige do materialismo histórico, podemos citar os nomes abaixo, com a EXCEÇÃO de
A) Antonio Gramsci.
B) Rosa Luxemburgo.
C) Friedrich von Hayek.
D) Louis Althusser.
E) Erich Fromm.

48. Os desdobramentos do conhecimento científico no século XIX repercutiram na produção filosófica, em vários movimentos, dos quais NÃO podemos inserir o
A) estruturalismo.
B) cientificismo.
C) vitalismo.
D) pragmatismo.
E) evolucionismo.

49. Karl Marx foi um dos pensadores mais influentes da história da filosofia, possuidor de uma obra vasta, com repercussões nas ciências políticas, na teoria da História, na Economia e em vários outros campos do saber.
Tendo em vista a numerosa produção marxiana, assinale a alternativa em que só são nominadas obras da autoria de Marx.
A) A Ideologia Alemã, Ensaios e A Sagrada Família.
B) O Capital, Assim falou Zaratrusta e O 18 Brumário.
C) A Ideologia Alemã, O Capital e Teses sobre Feuerbach.
D) O 18 Brumário, O Elogio da Loucura e A Miséria da Filosofia.
E) A Utopia, O Capital e Ensaios.

50. "Ajuda-te a ti mesmo: então todos te ajudarão. Princípio do amor ao próximo".
Sobre o pensamento de Nietzsche, autor da frase citada anteriormente, é CORRETO afirmar que
A) não teve repercussão na filosofia do século XX.
B) criticou valores políticos e religiosos de sua época, em especial, no Crepúsculo dos Ídolos.
C) não encontrou diálogos na época em que foi produzida.
D) em síntese, coloca-se como uma oposição ao pensamento de Karl Marx.
E) encontrou, em Michel Foucault, seu principal crítico no século XX.

51. A chamada Escola de Frankfurt marcou a Filosofia da primeira metade do século XX, tendo como temática chave a(o)
A) desestruturação das idéias herdadas do materialismo histórico.
B) crítica da indústria cultural e do capitalismo.
C) reestruturação do socialismo francês do século XIX.
D) dilema entre a ética e as políticas públicas liberais.
E) crítica da razão em moldes pós-estruturalistas.

52. Nos estudos sobre Fenomenologia, a obra de Martin Heidegger se destaca como referência indiscutível. Sobre este grande pensador do século XX, é CORRETO afirmar que
A) se opôs ao Nazismo alemão, sendo uma das figuras emblemáticas da resistência ao totalitarismo e ao anti-semitismo.
B) desenvolveu uma filosofia da existência totalmente pautada nas contribuições de seu mestre Husserl.
C) defendeu a reestruturação do conceito de subjetividade, apresentando-o como substituto do conceito de racionalidade.
D) dentre suas obras, destaca-se a publicação de Ser e Tempo.
E) não se interessou pelo estudo das relações entre ciência e tecnologia.

53. "O homem é condenado a ser livre".
Esta frase de Jean Paul Sartre sintetiza o movimento filosófico, que marcou a Europa no pós-Segunda Guerra Mundial, a saber o(a)
A) estruturalismo.
B) pós-modernidade.
C) pós-estruturalismo.
D) dodecafonismo.
E) existencialismo.

54. O estruturalismo, surgido na França da primeira metade do século XX, exerceu uma forte influência em relação ao modo de pensar de vários intelectuais, nas mais distintas áreas com abrangências na Antropologia, na Filosofia, na História. Essa forma de pensar as estruturas sociais encontra respaldo, principalmente, na obra de
A) Jürgen Habermas.
B) Marti Heidegger.
C) Antonio Gramsci.
D) Gilles Deleuze.
E) Claude Levi-Strauss.

55. A perspectiva neopositivista da filosofia do século XX encontra repercussão na obra dos autores citados abaixo, com EXCEÇÃO de
A) Ludwig Wittgenstein.
B) Jacques Lacan.
C) Karl Popper.
D) Bertrand Russell.
E) Rudolf Carnap.

56. Nascido em Viena, Áustria, em 1859, este filósofo, lógico e matemático, que faleceu em 1951, concentrou suas investigações filosóficas na análise da lógica da linguagem e nos seus diversos usos, tendo suas idéias influenciado diversas áreas do pensamento contemporâneo. Dentre seus trabalhos, podemos destacar o Tractatus Logico - hilosophicus e a Investigação Filosáfica. Estamos nos referindo a
A) Cornelius Castoriadis.
B) Sören Kierkegaard.
C) Matthew Lipman.
D) Karl Jaspers.
E) Ludwig Wittgenstein.

57. O pensamento de Michel Foucault exerce influência atualmente em várias áreas do conhecimento humano e da produção científica. Foucault produziu sua obra na segunda metade do século XX, e sobre ela é CORRETO afirmar que
A) sofreu forte influência do positivismo.
B) abordou, de forma praticamente pioneira, temas, como a loucura e a sexualidade.
C) refutou idéias defendidas por Nietzsche no século XIX.
D) desenvolveu propostas levantadas anteriormente por Habermas.
E) encontrou no pragmatismo sua melhor classificação.

58. As obras de Gilles Deleuze e de Michel Foucault estão ligadas à chamada
A) Arqueogenealogia.
B) Psicanálise.
C) Fenomenologia.
D) Hermenêutica.
E) Lingüística.

59. Considere as proposições abaixo acerca das caraterísticas de alguns filósofos contemporâneos.
I. Simone de Beauvoir, além de ser uma das grandes teóricas do feminismo moderno, se destacou no existencialismo.
II. Hannah Arendt, em sua obra, procurou articular a reflexão sobre política, técnica, ética, trabalho e a própria atividade intelectual da reflexão.
III. Cornelius Castoriadis busca dar sua contribuição ao pensamento filosófico contemporâneo, recuperando a tradição grega em confronto com as principais correntes de pensamentos da atualidade, como o marxismo e a fenomenologia.
Considerando-se as afirmativas acima, é CORRETO afirmar que
A) todas as proposições são falsas.
B) apenas II está correta.
C) todas as afirmações estão corretas.
D) apenas III está incorreta.
E) só I está correta.

60. A Educação e a Sociedade andam sempre em constante compasso. O professor de Filosofia tem de estar atento a esta realidade. A sociedade vem mudando nos últimos anos e desejando outro tipo de pessoa, tanto no nível de relações com o conhecimento quanto no de relações afetivas, éticas e político-sociais. Neste contexto, a Filosofia
A) pode ajudar nesse sentido, pois atua no aprimoramento do pensar e oferece oportunidades de aprender a aprender.
B) é completamente dispensável, já que a sociedade contemporânea prioriza o conhecimento tecnicista.
C) se torna incapaz de responder às inquietações da sociedade, por trabalhar com utilidades imediatas.
D) não encontra espaço no currículo escolar, por ser um conhecimento dispensável no atual projeto pedagógico.
E) não dialoga com as necessidades exigidas do pensar, comunicar-se, agir e sentir.

GABARITO
21 B
22 C
23 A
24 E
25 B
26 B
27 A
28 B
29 B
30 C
31 D
32 C
33 A
34 A
35 C
36 B
37 E
38 C
39 A
40 E
41 E
42 A
43 C
44 B
45 E
46 B
47 C
48 A
49 C
50 B
51 B
52 D
53 E
54 E
55 B
56 E
57 B
58 A
59 C
60 A
     

 
 
Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2014 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Grupo Virtuous.