Você está em Pratique > Livros

Livro da semana

(26/Out) 50 Anos a Mil, de Lobão
Em 600 páginas temos um dos retratos possíveis de uma geração. Com o auxílio do jornalista Claudio Tognolli, o músico torna a leitura de sua obra fluida, rápida, a mesma impressão com que passa tudo o que viveu. Pai mecânico, mãe professora, e uma vida problemática. Brigas com o pai, tentativas de suicídio da mãe, amizade tumultuada com Cazuza, suas paixões breves e intensas por mulheres, a relação continuada com a droga. Mas estes elementos importantes na vida de Lobão (o apelido é proveniente da maneira como se vestia na escola, usando um macacão) ganham conformação maior no contexto que o leva à música desde muito pequeno, em sua maneira de entender o mundo. Lobão se mostra um exímio contador de histórias. Não se poupa e não poupa amigos e situações em seu livro. Sua agitação existencial é parte de seu modo de criar, de ser. Um relato oportuno para uma geração que chega em 2010 aos 50 anos. Um dos retratos possíveis.
 

 
 
Como referenciar: "50 Anos a Mil, de Lobão" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 23/09/2019 às 04:57. Disponível na Internet em http://filosofia.com.br/vi_livro.php?id=40