Biblioteca Virtual
 Biografia de Filósofos
 História da Filosofia
 Laifis de Filosofia

 Eventos
 Resenhas
 Livros
 Entrevistas

 Oráculo
 Dicionário de Filosofia
 Vídeos de Filosofia
 Rádio Filosofia
 Como estudar Filosofia
 Dicas para Monografia
 Filos. e Outras Áreas
 Filos. na Sala de Aula

 Exercícios Comentados
 Jogos On-line
 Provas de Concursos

 Curso de Filosofia

 Curiosidades Filosóficas
 Escolas de Filosofia
 Filosofia Clínica
 Histórias Filosóficas
 Relato do Leitor
 Frase de um Leitor
 Charges
 Fil. para Crianças
 Lançamento de Livros
 Livros para Download
 Frase de Filósofos
 Uma Foto, uma História
 Trechos de Livros
 Enquetes
 Cursos de Extensão
 Fale Conosco

 

 

Dicas Para Monografia

    (20/Jun) QUANTO SE CITA E QUANTO SE RESUME
 
É necessário citar, parafrasear ou resumir tudo aquilo que possa servir de base para o que efetivamente vai ser discutido no texto. Este é o critério fundamental. Citação é a menção, no texto, de uma informação extraída de outra fonte, de um documento (é dar o devido crédito ao autor da idéia).

Tipos de Citações:

1. Citação direta.
Transcrição TEXTUAL dos conceitos do autor consultado.
Transcrição FIEL, ipsis litteris, reprodução EXATA do original, respeitando-se até eventuais incoerências, erros de ortografia e/ou concordância.

2. Citação indireta.
Transcrição livre do texto do autor consultado
Consiste em um resumo de um trecho de determinada obra. Poderá ser necessária quando se tratar de texto muito longo, do qual se quer extrair apenas algumas idéias básicas, fundamentais.

3. Citação de citação.
Transcrição direta ou indireta de um texto em que não se teve acesso ao original
É citar um autor que foi citado no documento que se tem em mãos.
 
 

Sites parceiros:

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Fale conosco

Copyright © 2008-2017 Só Filosofia. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.