Você está em Diversos > Imagens

Imagens filosóficas

Agostinho

Agostinho - parte 13
O pensador tem como cerne a defesa do dogma. Há uma forte oposição ao pensamento pagão. Agostinho usa os argumentos derivados de Plotino. Prega que é essencial conhecer as Escrituras, e estas exigem a leitura pela fé.
Agostinho - parte 12
Os historiadores tem como as obras mais importantes de santo Agostinho: De Trinitate, onde ele sistematiza a teologia e a filosofia cristãs, lançada de 400 a 416 e constituída de 15 volumes; De civitate Dei, onde constam as reflexões do bem e do mal, as relações entre a vida espiritual e a vida material, além da teologia da história; Confessiones, a autobiografia.
Agostinho - parte 11
Santo Agostinho conferiu a invasão de Roma pelos visigodos e, ao final da vida, viu o rei dos vândalos, Genserico, cercar Hipona. Os tempors eram difíceis. Muitas heresias, cismas, tudo parecia estagnar. Agostinho trabalhava muito, ensinava, estudava, escrevia.
Agostinho - parte 10
A obra de Agostinho nos mostra em suas passagens eventos como o fim do Império Romano, o fim da antiguidade clássica. O estado que por 500 anos dominou a Europa se desintegrava em combates internos e sofria os tremendos ataques dos bárbaros. Agostinho presenciava estes eventos.
Agostinho - parte 9
Quando morre o bispo diocesano Valério, Agostinho assume como titular. Algum tempo depois, ele inicia uma comunidade ascética estruturada nas próprias dependências da catedral.
Agostinho - parte 8
Primeiro, a mãe; depois, Agostinho perde o filho. Ele, ordenado padre em Hipona (391), que era um diminuto porto no mar Mediterrâneo, logo chega a bispo-coadjutor de Hipona.
Agostinho - parte 7
Logo iniciou sua trajetória rumo aos princípios morais mais rigorosos, à plenitude da Ética. Apreciava a ascese. Em seguida, desejou fundar um mosteiro em Tagasta, onde nascera. (Na imagem, as ruas de Milão de Agostinho conheceu.)
Agostinho - parte 6
Ao aprofundar seus estudos em filósofos neoplatônicos, Agostinho entrou em conflito maior com o que entendia ser sua condição e renunciou aos prazeres físicos. Pouco depois, em 387, ele passou pelo batismo, assim como seu filho Adeodato, realizado por santo Ambrósio.
Agostinho - parte 5
Em 384, Agostinho passou a lecionar retórica em Milão. Teve contato com santo Ambrósio, na ocasião bispo da cidade. Muito interessado pelo cristianismo, Agostinho passou por graves dilemas e conflitos. Iniciou um profundo e longo estudo da Filosofia neoplatônica.
Agostinho - parte 4
O filho de Agostinho se chamou Adeodato. Agostinho seguiu estudando. Suas leituras da obra de Cícero o acordou para a filosofia. Em sua primeira consideração filosófico foi em direção ao maniqueísmo. Isso duraria pouco tempo.
Agostinho - parte 3
Agostinho tinha apenas 17 anos quando começou a morar com uma concubina. Tiveram um filho, Adeodato. Estava então pesquisando retórica em Cartago.
Agostinho - parte 2
Aurélio Agostinho, em latim Aurelius Augustinus, nasceu em Tagasta, onde hoje é a Argélia, em 13 de novembro de 354. Seu pai era um homem pagão, cheio de bens, que se converteria depois. Sua mãe, Mônica, era cristã e foi canonizada.
Agostinho - parte 1
Conhecido como "O último dos antigos" e o "primeiro dos modernos". Agostinho foi pioneiro na reflexão sobre o sentido da história. Além disso, foi o desenhista maior do projeto intelectual da Igreja Católica.

   

Como referenciar: "Agostinho - Imagens filosóficas" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 28/10/2020 às 06:28. Disponível na Internet em http://filosofia.com.br/imagens_lista.php?pg=1&categoria=Agostinho