Você está em Diversos > Imagens

Imagens filosóficas

Filósofo do Dia

Jean-Jacques Rousseau
Nasceu no dia 28 de junho de 1712. Obra principal: Do Contrato Social. Pensamento: O homem deve fazer um caminho de retorno ao seu Estado Natural. Os refinamentos sociais fazem com que percamos nossa capacidade de reconhecer e julgar valores humanos mais profundos, como a virtude. A razão faz o homem sair de si mesmo, mas os sentimentos faz com que ele conheça a sua interioridade, a sua essência e a sua consciência natural. O homem é naturalmente bom, para evitarmos que ele se torne mau e possibilitarmos o desenvolvimento das suas potencialidades naturais temos que usar a educação. O primeiro homem que disse Isso é meu, fundou a sociedade.
Gaston Bachelard
Nasceu no dia 27 de junho de 1884. Obra principal: A Formação do Espírito Científico. Pensamento: O materialismo racional está no centro de um espectro em cuja extremidades estão o idealismo e o materialismo. O fato científico se constrói sob a luz de um problema teórico. A ciência progride através da superação de obstáculos epistemológicos. Todo conhecimento é aproximado. O conhecimento acontece na luta contra um conhecimento anterior, destruindo conhecimentos mal adquiridos e superados. A ciência não pode produzir a verdade, mas deve buscar melhores perguntas e fazer retificações. O conhecimento do real é uma luz que sempre projeta alguma sombra.
Willard Van Orman Quine
Nasceu em 25 de junho de 1908. Obra Principal: Palavra e Objeto. Pensamento: O modo como as pessoas utilizam a linguagem é que vai determinar que tipo de coisas existem. A justificação de uma maneira de falar ou a justificação para adotar um sistema conceitual e não outro é um resultado de ações pragmáticas. É famosa também sua tese sobre a indeterminação da tradução.
Giambattista Vico
Nasceu no dia 23 de junho de 1668. Obra principal: Ciência Nova. Pensamento: A história para Vico é um fluxo evolutivo de acontecimentos que nos leva a uma razão esclarecida, mas para ele existem verdades humanas que não podem ser demonstradas através das evidências racionais como as verdades da história, da poesia, da pedagogia da medicina, do direito, da política, da arte e da moral. A razão e a geometria funcionam muito bem com os números e grandezas mas não tem a capacidade de abranger e explicar as outras matérias, especialmente as humanas. A razão é a consciência do ser, mas não o conhecimento dele. A razão humana não é a causa da existência do homem, não foi a razão que criou o meu corpo, portanto não é ela que vai entendê-lo.
Blaise Pascal
Nasceu em 19 de junho de 1623. Obra Principal: Pensamentos. Pensamento: A razão não é suficiente a si mesma, ela tem limites. Os fundamentos da fé estão acima da natureza e da razão. A inteligência e o conhecimento humano tem a capacidade de se ampliar sem interrupções. O conhecimento científico é independente dos conhecimentos da fé que são imutáveis, a fé nos faz dizer creio, e a ciência, sei.
Jürgen Habermas
Nasceu no dia 18 de junho de 1929. Obra principal: Teoria do Agir Comunicativo. Pensamento: Quanto mais o sistema social aumenta a sua complexidade mais ele se insere no mundo vital dos homens que cada vez mais interiorizam as imposições sociais. A dominação do homem sobre a natureza se converteu na dominação do homem sobre outros homens. A ação comunicativa extrapola o processo de interpretação, ela é um processo de interação social e socialização, nela as pessoas comprovam e aperfeiçoam suas identidades e inserção nos grupos sociais. No agir comunicativo não se busca o sucesso individual, mas o entendimento mútuo.
Julián Marías
Nasceu em 17 de Junho de 1914. Obra Principal: História da Filosofia. Pensamento: Acredita que a Filosofia tem como missão descobrir a constituição das circunstâncias concretas da vida. A filosofia é um fazer humano que tem que se justificar constantemente. A metafísica é uma ciência da realidade radical e a vida humana não é uma preparação para a metafísica, mas a própria metafísica.
Isaiah Berlin
Nasceu no dia 6 de junho de 1909. Obra principal: Com Toda Liberdade. Pensamento: Nenhum homem pode ser absolvido da sua responsabilidade na história. Existem dois tipos de liberdade: Liberdade negativa que é a ausência de limitações ou interferências no que o sujeito é capaz de fazer; e Liberdade positiva que é a capacidade do sujeito se autodeterminar e ser dono do seu destino. Mais liberdade negativa significa menores restrições das possibilidades de ação do sujeito, e mais liberdade positiva pode transformar a pretensão de liberdade em pretensão de controle e disciplina coletiva. Os valores são criação da e para a sociedade, e não produtos da natureza.
Mikhail Bakunin
Nasceu em 30 de maio de 1814. Obra principal: Textos anarquistas. Pensamento: Rejeitava todos os sistemas de governo e qualquer posição ou privilégio de classes. A liberdade é seguir as leis da natureza desenvolvendo todas as capacidades de cada ser humano. Era um crítico do Marxismo, que segundo ele se tornaria uma ditadura de um partido só. Defendia que os trabalhadores deveriam administrar diretamente os meios de produção através de associações produtivas. Rejeitava a educação técnica e defendia uma educação integral.
Ralph Waldo Emerson
Nasceu no dia 25 de maio de 1803. Obra principal: Natureza. Pensamento: A ética deve ser individualizada e baseada na confiança em si mesmo nas discussões com os valores tradicionais. A ética é uma combinação do relativismo e do perfeccionismo. A liberdade humana está em aceitar e compreender os sentidos da natureza. Foi um ativista político contra a escravidão. Acreditava que os valores éticos estão relacionados com o direito de ação. A natureza é dinâmica e operada através da energia de vida dos indivíduos a ela pertencentes.
John Stuart Mill
Nasceu no dia 20 de maio de 1806. Obra principal: Princípios de Economia Política. Pensamento: A lógica é a ciência da evidência e da autenticidade. As verdades da ciência são empíricas, como as verdades da geometria, que em suas linhas e ângulos tem por base figuras que verdadeiramente existiram. As proposições da geometria são o resultado de experiências, observações e generalizações. As deduções ou demonstrações são evidenciadas pela experiência e as induções são a generalização das experiências.
Bertrand Russell
Nasceu no dia 18 de maio de 1872. Obra Principal: Princípios da Matemática: Pensamento: As verdades matemáticas podem ser deduzidas de verdades lógicas. Os conceitos matemáticos podem ser reduzidos a conceitos lógicos. Todos os seres da natureza tem direito à vida. O homem é o único responsável pela natureza. Defendia uma sociedade fundamentada na justiça social, com máxima liberdade individual e o estado com grande desempenho na economia. Diferencia o mundo mental do material. A ciência somente obtêm respostas provisórias. As religiões tem por base o medo. Cada descrição contêm uma afirmação de existência e uma afirmação de unidade.
Michel de Certeau
Nasceu no dia 17 de maio de 1925. Obra principal: A Invenção do Cotidiano. Pensamento: A vida cotidiana é diferente de outras práticas diárias por ser repetitiva e inconsciente. Através dos conceitos de estratégia e tática tenta explicar o cotidiano. A estratégia é usada pelas instituições para planificar e organizar os espaços de convivência humana. A tática é utilizada pelos indivíduos para criar espaços próprios no ambiente definido pela estratégia. A vida cotidiana é um processo de caça furtiva em um ambiente estranho que recombina regras e produtos que já existem na cultura de uma maneira influenciada, mas nunca completamente determinada, por essas regras e esses produtos.
Robert Owen
Nasceu no dia 14 de maio de 1771. Obra principal: Livro do Novo Mundo Moral. Pensamento: O homem é um produto social, as condições da vida vão definir quem e como ele será. Para melhorar o ser humano temos que melhorar o ambiente natural e social. O trabalho humano é um critério natural de valor. O trabalho é a fonte de toda riqueza. Se as vantagens materiais de uma sociedade não forem distribuídas equitativamente, não vai existir igualdade na prática. As religiões são baseadas na ideia de que o homem é um animal fraco.
Hans Jonas
Nasceu no dia 10 de maio de 1903. Obra principal: O Princípio Responsabilidade. Pensamento: A ética é uma parte da filosofia da natureza. O fazer humano pode destruir o ser do mundo. A ética deve refletir a natureza como uma responsabilidade humana. Devemos agir de modo que as consequências das nossas ações sejam compatíveis com a sobrevivência da vida humana na terra. Os homens não podem conhecer tudo de si mesmo. A vida guarda em si mesma uma sacralidade. O saber não pode renunciar o dever. O direito de viver contém em si o direito de morrer. A ética deve conciliar-se com a compaixão.

Como referenciar: "Filósofo do Dia - Imagens filosóficas" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2020. Consultado em 12/07/2020 às 01:27. Disponível na Internet em http://filosofia.com.br/imagens_lista.php?categoria=Fil%C3%B3sofo%20do%20Dia